Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sete Vidas Como os gatos

More than meets the eye

More than meets the eye

Sete Vidas Como os gatos

03
Jun08

Sinceramente: isto cada um é p'ró que nasce.

Rui Vasco Neto

Manuela Ferreira Leite é desde sábado passado o rosto da nova liderança do Partido Social Democrata, escolhida pelos militantes laranja em função dos seus atributos de sobriedade pessoal, dureza política e competência técnica. Foi Ministra da Educação do XII governo (93/95) e Ministra de Estado e das Finanças do XV Governo Constitucional, antes de se zangar com Pedro Santana Lopes e bater com a porta em 2004. É a senhora da foto da esquerda, para quem possa ter dúvidas. Nada mais natural, de resto, se considerarmos que a senhora da foto da direita é também uma mulher da vida política, por sinal uma Ministra, nada menos. Com efeito, a senhora de preto que está na foto da direita chama-se Maria Rosaria Carfagna e foi nomeada, no passado dia 6 de Maio, Ministra para a Igualdade de Oportunidades do IV Governo de Sílvio Berlusconni, uma pasta com particular responsabilidade social. E visibilidade, claro, coisa que não falta a la signora Carfagna. O primeiro ministro italiano, de resto, não tem sido nada parco nos elogios que faz à beleza da sua ministra e ex-modelo fotográfico. E de tal forma assim é que Berlusconi já deu mesmo origem a (mais) um escândalo com a sua própria mulher, ao afirmar que casaria com Maria Carfagna pela sua beleza. Nada que remotamente se pareça com o passado por cá das inúmeras vezes que o agora Presidente Cavaco Silva rendeu públicas, extensas e sentidas homenagens à competência técnica de Manuela Ferreira Leite e à sua própria personalidade e maneira de estar na vida, duas faces da uma mesma moeda-forte do cavaquismo: uma postura de coerência, pessoal e política, de austeridade e de rigor, até de contenção verbal que positivamente encanta Cavaco e ainda merece o entusiástico apoio da nossa Primeira-Maria, tão público e notório como só ela consegue que seja uma mímica de consorte presidencial.

Maria Rosaria Carfagna e Manuela Ferreira Leite são duas mulheres na primeiríssima linha da vida pública dos seus países, dois expoentes da política no feminino que não poderiam ser mais diferentes entre si, sem desprimor ou menosprezo de nenhuma perante a outra. Exibi-las a par, tanto como compará-las, tem o seu quê de obsceno se nos ficarmos pela caricatura grosseira de uma, ou pelo mamilo exposto da outra. Mas há muito mais a considerar no percurso individual de cada uma destas pessoas, por acaso mulheres, dos respectivos pontos de partida até às cadeiras do poder que hoje ocupam e mesmo na forma como desempenham os seus papéis. Eu cá teimo em que há por aqui uma moral da história para reter e guardar, uma lição a aprender. Qual? Não sei ainda, vou continuar à procura. Ela há-de estar por aqui algures.

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sete vidas mais uma: Pedro Bicudo

RTP, Açores

Sete vidas mais uma: Soledade Martinho Costa

Poema renascido

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D