Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sete Vidas Como os gatos

More than meets the eye

More than meets the eye

Sete Vidas Como os gatos

19
Set08

Chama

Rui Vasco Neto

Ah!, meus amigos, que noite linda tive eu ontem sem o esperar! Perdi-me em Alfama, encantado, no fado do 'Mesa de Frades' e da Carminho, no talento do Pedro Castro, nos pormenores do 'meu' Diogo Clemente e na alegria de reencontrar a minha gente (quase) toda junta, numa daquelas noites raras que daqui por vint'anos alguém vai contar que aconteceu. Cantámos uns quantos, muitos muito bem, mas quando chegava a vez do Camané, por exemplo, o silêncio que se fazia parecia diferente, não sei, interior, talvez. Uma espécie de reverência de quem se sente na presença de algo maior, porque genial. Não sei se me expliquei bem, mas como a seguir vem este texto do valupi, pensei que talvez os senhores entendessem melhor aquilo de que falo. Ou, melhor, por que me calo.

 

Em baixo: "Chama"

Sete vidas mais uma: Valupi 

 

Imagina-te do lado de fora do Universo vai para 14 mil milhões de anos; ou coisa que o valha, que nessa desolada condição chega uma altura em que se perde a conta até aos milénios quanto mais aos anos. Repara na agitação das galáxias, sempre a cirandar à volta umas das outras, a namorarem, a fundirem-se. Olha com mais atenção, e acredita: por cada estrela, deves antecipar a existência de 10 planetas. Sim, é variado e não há falta de espaço, esteja este vazio ou por ocupar. Mas bastava um dos calhaus, aquele um pouco mais de azul. Cerra os olhinhos, consegues ver? Está cheio de gente. E de paisagens. De esperança. Pois, isso já não consegues ver. Tens de te aproximar da gente para que a esperança se aproxime de ti.

 

Agora, ainda aí onde te foste encafuar um quarto de hora antes de se inventar o tempo, e donde ficaste a olhar divinamente parvo para o Universo, imagina que te ofereciam a possibilidade de nascer nessa terra chamada Terra. Ou num dos seus sete mares. E que podias escolher a forma de vida. Ser peixinho ou passarão, árvore daninha ou erva-gigante, gatinho assanho ou leão de leite. E que tal nasceres com a capacidade de falar? E até de escrever, já agora e se não for muito incómodo? Que farias com um cérebro tão matreiro que conseguisse transformar açúcar em declarações de amor? Não respondas já, calma. Demora um segundo inteirinho a pensar na proposta.

 

O meu amigo Rui Vasco Neto, com quem nunca me encontrei ou falei ao telefone, celebra 1 ano do 7Vidas e deu-me a honra de participar nas festividades. Desconfio que os blogues não vão conseguir descobrir a cura para as doenças, acabar com a fome e as guerras ou tão-só baixar o preço dos combustíveis na Galp. Mas sei que eles juntam inteligências, memórias e vontades segundo duas antiquíssimas leis:

 

1- Os opostos atraem-se.

2- Os iguais procuram os iguais.

 

Assim foi e é. O que fazemos nos blogues, o que fazemos uns com os outros em liberdade, não passa de mais uma tentativa para manter esta paradoxal chama acesa. Para uns será luz, para outros calor. Nuns casos leva-se para a cozinha, noutros para o meio da rua. Faz-nos companhia, queima-nos. Porque tudo o que nos ajuda também nos pode destruir. E o que parece matar-nos pode ser a própria salvação.

 

Já não arrisco nada com esta conclusão: Rui, dá cá lume.

 

Valupi

(blogger do Aspirina B)

 

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sete vidas mais uma: Pedro Bicudo

RTP, Açores

Sete vidas mais uma: Soledade Martinho Costa

Poema renascido

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D