Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sete Vidas Como os gatos

More than meets the eye

More than meets the eye

Sete Vidas Como os gatos

29
Set08

As pulseiras de Magritte

Rui Vasco Neto

Melhor do que ver o debate Obama/McCain só lê-lo, digo eu. Isso mesmo, ler o que os outros viram. O resultado recorda o fascínio dos fora-de-jogo antes da televisão digital, toda centímetros e cagagésimos, sem espaço para a discussão de tasca do é ou não é, tá-se mesmo a ver que não, é sim senhor. Quem tiver saudades dessas verdades múltiplas de uma mesma e única verdade deve fazer o tour dos comentadores, com paragem mais demorada nos acreditados em si próprios, em especial. Malta especialista e sagaz, de olho vivo nos mais ínfimos pormenores da recente prestação dos dois candidatos. Os mais divertidos torcem por McCain, na minha opinião, mais uma apenas, claro. E entre os mais divertidos dos mais divertidos o prémio vai destacado para o hilariante André Pessoa, do Cachimbo de Magritte, que a meu ver consegue momentos notáveis ao arrancar raros prodígios ópticos e não menos apurados raciocínios. Tem até um que eu acho particularmente imperdível, cada um que julgue por si, deixo-vos o video e os links. E um breve resumo, para conferir se é assim.

 

O video separa uns criteriosos oitenta e seis segundos em que McCain puxa de uma pulseira com o nome de um soldado morto no Iraque, que garante usar no pulso a pedido de uma mãe de New Hampshire, para enfeitar a necessidade de não retirar do Iraque por "não querer a derrota" nem "a desonra". São oitenta exactos segundos, em oitenta e seis, para a pulseira de McCain, até que acontece a grande gaffe segundo Pessoa, o André do Cachimbo. É Obama que interrompe McCain para dizer que também recebeu uma pulseira, "do sargento... aaa... da mãe do sargento Ryan Jopeck". Cá está!! Viram o engano? Espero que sim, tiveram seis longos segundos para isso, nem mais um para perceber se havia contexto posterior, nem isso agora interessa para nada, com certeza. Enganou-se enganou-se, pronto, Deus perdoará mas André não é para graças e grita a pergunta logo em título do post: «Se isto não é uma gaffe?». E mais não diz, no título. Mas no texto aponta a desgraça a dedo, nos tais seis segundos fatais de Obama: «Ver o fim do video», recomenda, para logo concluir: «Resta saber até que ponto a maior gaffe da campanha até agora penetrará o silêncio imposto pelos media.» Se me perguntarem, a coisa parece negra para o senador não menos, a acreditar neste comentador acreditado. Vendo nem tanto, talvez. Ora confiram, se tiverem seis segundos.

Viram? Cá está o falhanço, a derrapagem televisiva que é fatal em campanha. Mas só naquele post, não resisto a desvendar. Pois mais acima, neste outro, o mesmo André parece outra pessoa, bipolar a provar a sua causa, tolerante como um avô italiano ao sossegar McCain do mesmo que deve preocupar Obama: «(..)se os eleitores americanos se sentem hoje inclinados a votar num candidato político em função das suas habilidades televisivas, se identificam prestação televisiva e competência para o cargo, então temos de retirar as conclusões devidas sobre o declínio do seu sistema político.». Quer dizer então que, está visto que pois. Tudo não passou de um falso alarme, afinal, enfim, talvez. Uma mera cambalhota do raciocínio no trapézio do pensamento. Sem rede de sensatez, naturalmente, daí o espalhanço, coitado, caramba! Eu sei que é feio rir destas coisas, pode acontecer connosco, dizem. Mas bolas, oxalá que não. Já tenho a minha conta de figuras tristes.

 

(a história de outra visão do mesmo debate, também muito peculiar e interessante, aqui)

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sete vidas mais uma: Pedro Bicudo

RTP, Açores

Sete vidas mais uma: Soledade Martinho Costa

Poema renascido

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D