Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sete Vidas Como os gatos

More than meets the eye

More than meets the eye

Sete Vidas Como os gatos

21
Dez08

Uns versitos ranhosos

Rui Vasco Neto

Esta noite eu chorei prata,
por mim, horas a fio...
pingou-me tanta tristeza,
doeu-me tanto o vazio,
que quando o luar mostrou
o lago das dores pingadas
até a Lua chorou
lágrimas prateadas.
 
Esta noite eu chorei ouro,
também, sozinho à mesa…
às vezes penso que choro
só para animar a tristeza!
 
E agora eu continuava
rimava, poetizava,
e no embalo da poesia
já quase que não doía
agora, daqui a pouco,
já quase que era nada
esta tristeza que mata
e me faz chorar, não prata,
mas as lágrimas que tenho:
por dores do meu tamanho
esta noite eu chorei ranho.

13
Dez08

Há o teu partido. Há o meu partido. E há o nosso clube. Topas?

Rui Vasco Neto

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sete vidas mais uma: Pedro Bicudo

RTP, Açores

Sete vidas mais uma: Soledade Martinho Costa

Poema renascido

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D