Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sete Vidas Como os gatos

More than meets the eye

More than meets the eye

Sete Vidas Como os gatos

16
Nov07

Fungágá indiano

Rui Vasco Neto
Macacos citadinos, que entram soltos nas escolas, ministérios, hospitais, prédios e esquadras de polícia? Não resisto a desenvolver o tema. Afinal, para quem tem uma realidade como a portuguesa, cheia de vazios e tolices, imaginar um quotidiano como este é mesmo o fim da macacada. Se não, vejamos.

Nova Deli, a capital da Índia, tem sido atacada desde o mês passado por macacos agressivos, que já causaram a morte do vice-presidente do município da cidade e dezenas de feridos, sem que a autarquia consiga combater a investida dos primatas. Os últimos ataques aconteceram esta segunda-feira, quando mais seis cidadãos foram mordidos, e no fim-de-semana anterior, em que uma mulher ficou gravemente ferida e duas dezenas de pessoas tiveram de receber tratamento devido às mordeduras dos símios. Já em finais do mês passado foi a vez do próprio vice-presidente do Município de Nova Deli, Sawinder Singh Bajwa, de 52 anos, morrer ao cair do terraço da sua casa quando tentava fugir de quatro macacos.

A questão é que nas ruas de Nova Deli passeiam-se em liberdade, há várias décadas, entre 10 e 20 mil macacos selvagens, para além de cerca de 35 mil vacas e búfalos e muitos milhares de cães vadios. Os símios invadem regularmente os ministérios, os tribunais, as esquadras de polícia ou os hospitais, semeando o pânico nas zonas residenciais, onde procuram comida. Matar macacos é proibido para os hindus, que veneram Hanuman, um deus-macaco que simboliza a força.
Tudo isto deixa a polícia com um grave problema operacional, traduzido de forma magistral nas notáveis declarações do senhor Jaspal Singh, comissário-adjunto da polícia da cidade, à agência noticiosa francesa France-Presse: "Enquanto polícias, não somos verdadeiramente exímios para ocuparmo-nos de macacos. Podemos gerir casos de touros que se tornam loucos mas macacos... é um pouco mais difícil", explicou.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sete vidas mais uma: Pedro Bicudo

RTP, Açores

Sete vidas mais uma: Soledade Martinho Costa

Poema renascido

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D