Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sete Vidas Como os gatos

More than meets the eye

More than meets the eye

Sete Vidas Como os gatos

01
Set08

Protesto, protestinho e protestão.

Rui Vasco Neto

Dizem os nossos irmãos de Vera Cruz que Deus é brasileiro, digo eu que talvez não tenha outro remédio, Esse de quem falo. O que para ali acontece em seu nome ou em sua suposta promoção e defesa só visto, contado a gente acredita porque afinal o assunto aqui é Fé, mesmo, não há como duvidar. A lista das gags é extensa e colorida, muito colorida (se já Deus é verde-amarelo...) e a última anda na boca do povão, aberta de espanto com a recente decisão do juiz Oswaldo Freixinho, da 29.ª Vara Cível do Rio de Janeiro, de proibir a Editora Abril de lançar novas edições que contenham esta fotografia que aqui vemos ao lado, em que a actriz Carol Castro aparece inteira com um terço. O objectivo da fotografia, segundo a própria Carol Castro, passava por retratar a personagem que interpreta na peça Dona Flor e os Seus Dois Maridos, obra de Jorge Amado, numa cena em que Dona Flor chora pela morte de um dos seus maridos, Vadinho, rezando um terço.

 

Nunca deixa de me surpreender, esta Igreja Católica que cala e consente, assistindo impávida e serena ao espectáculo confrangedor do esmifrar dos mais humildes e necessitados que, no Brasil como um pouco por toda a parte, são um alvo para incontáveis movimentos religiosos que recolhem o dinheiro do povo também em nome de Cristo, tal como agora é suspensa uma revista. A mesma Igreja Católica que eu nunca vi levantar um dedo ou sequer dizer um ai sobre programas religiosos que eram gravados para televisão no mesmo estúdio onde eu gravava, ao tempo, o meu «Portugal mais perto» (sábados, SBT, Rio de Janeiro, 1985/86), um velho cine-teatro no Grajaú, zona norte do Rio, adaptado para autitório de TV e onde o apresentador anunciava três tipos de contrapartida para as esmolas que pedia gordas: 'milagre', 'milagrinho' e 'milagrão', garantidos por respectivos 5, 10 e 15 cruzeiros, ao tempo. Vi eu, tal e qual, ninguém me contou. E sem ouvir protestos da Igreja. Mas é certo que nunca lá vi a Carol Castro nem o seu terço. Lá isso é verdade.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sete vidas mais uma: Pedro Bicudo

RTP, Açores

Sete vidas mais uma: Soledade Martinho Costa

Poema renascido

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D